Meu perfil
BRASIL, Sudeste, ECHAPORA, centro, Mulher, de 56 a 65 anos, Arte e cultura, Livros
MSN -




Arquivos

    Categorias
    Todas as mensagens
     viagem
     relações afetivas
     notícias da mídia
     religiosidade
     cronicas

    Votação
     Dê uma nota para meu blog

    Outros links
     UOL - O melhor conteúdo
     BOL - E-mail grátis
     blog da angela
     blog da silvanety
     MINHA PASTA MAIS
     blog do alberto
     alberto pasta mais
     blog do Miguel
     blog do leo
     blog da ana miranda
     blog da magui
     blog da imaculada cintra
     blog da rosely sayao
     blog da carrie
     blog da bela
     blog da Dri
     blog da américa
     blog do Emídio
     blog da Claudete
     blog do fábio
     Blog da Anna Fernandes
     blog da bete
     blog da nilcéia
     blog da janaina
     blog da marizete
     blog da AFRODITE
     blog da beth -uma mulher que sabe o que quer
     blog da talyta
     blog da vivian- flores
     blog do roberto alexandre
     cronicas do Gauli




    UOL

    Blog de edimeli
     


     
     

    Amenidades

     

     

    A permanência em Goiânia foi ótima. Um Natal diferente. Goiânia linda, com suas fachadas e praças iluminadas em clima de festa para o Natal. O tapete azul na praça central estava simplesmente divino!

    Normalmente a celebração natalina acontece todos os anos em minha casa.

    Neste ano em vez de convidar, “eu” fui a convidada. Foi legal.

    Um clima familiar e harmonioso cercou a nossa ceia. Minha filha está se revelando uma ótima anfitriã.  Fico pensando que quando vierem os netos será melhor ainda...

    Na missa natalina agradeci a Deus pela oportunidade de estarmos ali reunidos em harmonia celebrando o nascimento de Cristo.

    Pedi também pelo meu filho ausente, separado de nós por um imenso oceano.

    Gostaria de tê-lo também aqui, com minha nora e netas. Não estão presentes fisicamente, mas estão no coração, e é isso que é importante. Laços familiares são eternos. Não se dissolvem nem com um imenso oceano se interpondo entre nos!

    O sábado no Hot Park  em Caldas Novas foi sensacional. Diferente.

    Gostei de ouvir minha filha dizer que agora é ela quem cuida de mim, quando tive dificuldade em conduzir a bóia na piscina térmica e precisei de sua ajuda.

    É, os papéis se inverteram. Por ela, jamais eu me arriscaria no tobogã. Temia pela minha segurança. Mas meu genro me incentivou e lá fui eu. Aceitei o desafio e gostei da sensação. É bom viver emoções novas. Como diz Roberto Carlos: “O importante é que emoções eu vivi”.

    Domingo tranqüilo. Tarde no shoping Flamboyant. Muita gente. Parecia um formigueiro.As vitrines como sempre, um apelo ao consumismo.

    Fico pensando se as lojas que exibem aqueles preços exagerados nas vitrines e mesmo quem os consome, conhecem a realidade do país. Sabem da miséria , da fome e das necessidades pelas quais passam tantas pessoas.

    Certos preços chegam a ser uma afronta, pois são tão fora da realidade que  me leva a refletir sobre quantas bocas, aquele valor estipulado ali na vitrine , daria para alimentar.

    O apelo ao consumismo é tão grande que as pessoas acabam perdendo a capacidade de raciocinar com inteligência e clareza.

    Raciocinem comigo. O que é mais conveniente e sensato: desfilar por aí exibindo uma bolsa de grife caríssima, mas sem  Money dentro, ou ter esse dinheiro  no interior de uma bolsa comum?

    É claro que nós mulheres muitas vezes perdemos o “juízo” e cometemos pequenos pecadinhos de consumismo exagerado e até extravagante. Faz parte da vida. Faz parte do “ser mulher”.Mas é preciso ter cuidado para não perder a sensatez. Nada que  coloque em xeque nossa inteligência. Extravagâncias também tem limites.

    Cruzes, as pessoas perderam o bom senso! Dão mais importância ao que se tem, quando o mais importante é quem você tem. Preferem TER do que SER.

    É......SER gentil...SER generoso.....SER gente...... está ficando cada vez mais difícil em nossos dias.....

     

    “A sociedade atual possui um rolo compressor que massifica o intelecto dos jovens, aborta o pensamento crítico e os torna estéreis, meros repetidores de dados”

                                       (O vendedor de sonhos -Augusto Cury)

     

    terça-feira, 29 de dezembro de 2009                         18:48



    Categoria: viagem
    Escrito por edimeli às 11h26
    [] [envie esta mensagem
    ] []





     
     

    Um dia inteiro dentro de um ônibus

    Um dia inteiro dentro de um ônibus

     

     

    As facilidades existem. Mas não consegui  vencer a resistência de meu marido.

    Poderíamos ter feito essa viagem de avião. A dificuldade seria que teríamos que nos deslocar até o aeroporto mais próximo: Londrina ou Rio Preto. Mas acho que valeria a pena. Melhor que passar 16 horas dentro de um ônibus. Confortável , sim. Mas cansativo.

    Algumas cochiladas, um pouco de leitura, paisagem bucólica,  mas a hora não passa.

    Muitas paradas... atraso já na saída.... atraso nas rodoviárias... Enfim uma chatice.

    A meu lado um senhor tão falante que incomodava....

    Sabe, desses que falam pelos cotovelos...”Alugou” uma pobre senhora e ficou na maior animação. Não tinha como não ouvir. Além dos assentos serem muito próximos, ele falava muito alto.

    Minha leitura ficou prejudicada. Não conseguia me concentrar. A história de sua vida e da família rolava solta...

    Tentei me concentrar no best seller de Zíbia Gaspareto: “Ninguém é de ninguém”. Ouço tanto falar desse livro, mas logo de início vi que não faz o meu gênero literário. Achei cansativo demais  e repetitivo .

    Tenho feito essa viagem em outras ocasiões, mas à noite. É mais econômica em questão de tempo. “Apenas” 12 horas.

    Não gostei desta experiência de viajar durante o dia. Mas como tem  havido alguns eventuais assaltos noturnos aos ônibus dessa linha Marília-Goiânia, fui forçada a fazer essa opção. Julguei ser mais seguro.

    É, hoje em dia está difícil também viajar em segurança. Não são só os ônibus de “sacoleiros” que são alvo dos bandidos. Qualquer linha está sujeita a ter uma surpresa desagradável durante o trajeto.

    Mas enfim, cansaço e tensão à parte, estou chegando.Daqui há uma hora estarei desembarcando na rodoviária de Goiânia. Para quem saiu de casa às 2 horas da madrugada, chegar às 20 horas sã e salva é  uma vitória...

    O  Natal ao lado de minha filha e genro compensam o sacrifício...

     

    23/12/2009                 18 horas

     



    Categoria: viagem
    Escrito por edimeli às 22h41
    [] [envie esta mensagem
    ] []



     
      [ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]