Meu perfil
BRASIL, Sudeste, ECHAPORA, centro, Mulher, de 56 a 65 anos, Arte e cultura, Livros
MSN -




Arquivos

    Categorias
    Todas as mensagens
     viagem
     relações afetivas
     notícias da mídia
     religiosidade
     cronicas

    Votação
     Dê uma nota para meu blog

    Outros links
     UOL - O melhor conteúdo
     BOL - E-mail grátis
     blog da angela
     blog da silvanety
     MINHA PASTA MAIS
     blog do alberto
     alberto pasta mais
     blog do Miguel
     blog do leo
     blog da ana miranda
     blog da magui
     blog da imaculada cintra
     blog da rosely sayao
     blog da carrie
     blog da bela
     blog da Dri
     blog da américa
     blog do Emídio
     blog da Claudete
     blog do fábio
     Blog da Anna Fernandes
     blog da bete
     blog da nilcéia
     blog da janaina
     blog da marizete
     blog da AFRODITE
     blog da beth -uma mulher que sabe o que quer
     blog da talyta
     blog da vivian- flores
     blog do roberto alexandre
     cronicas do Gauli




    UOL

    Blog de edimeli
     


    inverno

     

    Chuva no Inverno

     

    Após quase um mês de estiagem, em pleno inverno, onde o calor predominou, eis que cai a chuva.

    Uma chuva fina e fria que cai continuamente e obriga as pessoas a mudar sua rotina diária. Por vezes a parar num primeiro abrigo casual ou a ficar retida enquanto espera a chuva diminuir .

    Sair, só em caso de extrema necessidade. O ar gélido acompanhado dos respingos da chuva fria torna o caminhar desconfortável, apesar do guarda chuva.

    Lamentei ter que sair ontem à tarde, debaixo da chuva fria. Compromissos bancários urgentes não podiam ser adiados. A dificuldade em estacionar o carro m,e obrigou a exercitar o caminhar equilibrando-me para desviar das poças d'água. O resultado foi chegar em casa enregelada até os ossos.

    Em dias assim chuvosos, o bom mesmo é ficar em casa, largar tudo , ler um bom livro ou se distrair com as amenidades da TV. Uma boa pipoquinha ou uma bebida quente completam o programa.

    Acordar pela manhã ao som dos respingos da chuva batendo na janela e ficar ali bem quietinha enrolada no edredom, esquecida de tudo. É como se o tempo parasse.

    Um levantar sem pressa, sem correria, sem compromisso. A caminhada diária vai ter que esperar... A manhã é imprópria para tal.

    Tudo com muita calma, lenta e desaceleradamente para desfrutar desse momento de pausa programada da natureza. Porque depois da chuva o céu cinzento se desfaz e torna a ficar azul. O sol volta a brilhar e o ciclo recomeça.

    Flores, frutos, novamente o calor e enfim a chuva...

     


     

     

     

    BRRRRRRRRRRRR...que friuuuu!

     

     

    GGenteeee, mas que frio está fazendo aqui neste meu recanto!

    Um frio que dói nos ossos. E com chuva, ainda fica pior.

    Já faz 3 dias que chove de forma ininterrupta. Às vezes o sol ameaça expor sua claridade timidamente. Mas não se encoraja. E lá vem mais chuva.. e o frio aumenta. E o vento gelado e cortante judia...Ontem em Marília, pela manhã, estava terrível. Difícil de estacionar. Difícil prá descer do carro. Pessoas apressadas, super agasalhadas , encapotadas,fugindo do frio e da chuva. Os tapetes coloridos dos ipês na avenida quebravam a monotonia do momento com suas flores roxas atapetando a calçada. Um oásis no meio do caos nebuloso.

    Claro que a vida não pode parar por causa do tempo. Compromissos nos esperam. Mas, o que pode ser adiado ou evitado, evita-se. Minha vontade é ficar quietinha, hibernando debaixo de um bom edredom. Tô parecendo o gatinho de minha irmã enrodilhado em cima do sofá! Se encarapitou lá e de lá não sai prá nada ....Sorte dele que pode ficar lá assim, madornando....sem pressa, sem compromissso...infinitamente...

     em dias de frios assim, um capuccino bem quente é muito bom...aquece até a alma...

     

    Assim... Se os animais gostam de um aconchego, porque não eu.... eta gatinho sortudo....

    ou assim.....

     

    E assim... que ótimo....ficar assim juntinhos...se aquecendo um ao outro! Esquecemos do mundo...

     

    (imagens google). Se alguém se sentir prejudicado e quiser que eu exclua, por favor envie-me um email

     

     



    Escrito por edimeli às 19h48
    [] [envie esta mensagem
    ] []





     
     

    Goiãnia...

     

     

    Viagem à Goiânia

     

    Uma boa leitura é sempre bem vinda. A leitura tem o dom de nos transportar. Evoca lembranças. Com a leitura nossa imaginação voa. Somos transportados para lugares inéditos, distantes.

    No último romance que li, me vi entre mulheres e suas burkas, talibãs e muhameds. Um Irã florescente e decadente antes, durante e pós guerra foi-me colocado diante dos olhos. Uma leitura envolvente.

    Quando viajo, um dos itens que costumo colocar na bagagem é um livro. Para me distrair durante o trajeto ou em qualquer outro momento em que se é possível desfrutar desse prazer.. Mas um prazer que tem limites. Senão corre-se o risco de transformar o prazer em uma aventura frustrante e irrealizável.

    Não é que no ônibus, durante o trajeto de minha viagem para Goiânia, uma moça na poltrona ao lado teimava em continuar sua leitura sob a pálida luz de um celular? Celular? Ou seria uma lanterna?. Um olhar mais atento verificou ser mesmo um celular...

    Puxa!!! Isso que é gostar de ler! Exageraaaaada......Devia ser mesmo uma leitura muito interessante. E ela insistia! Levanta a folha... aproxima o celular, abaixa a folha... afasta o celular....E eu observando. Queria ver se ela iria dar cabo de realizar tal façanha. Mas não demorou muito e ela desistiu. Difícil de conseguir tão notável tarefa. Ufa! Fechou o livro...desligou o celular.

    Na escuridão do ônibus, aquela luzinha destoava e até que incomodava.

    A moça vai tentar dormir. E eu também. Mas uma conversa no fundo do ônibus, uns dois bancos atrás, chamou minha atenção. Quem será que conversava tanto? E alto...Não consegui decifrar se havia alguém do seu lado que a ouvia, ou se falava pelo celular. Só sei dizer que era um monólogo. Apenas ela falava. Parecia que o assunto era interessante. Sua voz se mostrava animada, bem entoada.

    Embalada pelos solavancos do ônibus, pela conversa e pelas luzes dispersas de celulares tentei pegar no sono, enquanto do meu lado meu marido ressonava.

    Puxa! Gostaria de ser assim. Ter sono fácil. Mas, em viagem noturna, uma de minhas dificuldades é dormir. Acordo a cada trepidação mais acentuada, a cada parada, ao menor movimento...

    Quando finalmente, já em estado goiano, engatei no sono, fui sacudida pelo meu marido.

    Tínhamos chegado. Abri os olhos e ainda sonolenta saudei:

    BOM DIA GOIÂNIA!!!!


     

    Sempre encontro Goiânia assim. Semi adormecida. As luzes da cidade ainda acesas, a claridade vagarosamente invadindo a cidade, removendo a escuridão.

    Na rodoviária, o burburinho de pessoas já prenuncia a agitação para o resto do dia.

    Ruas quase desertas, prédios altaneiros. O que me encanta em Goiânia são as praças floridas e muito bem cuidadas. Sempre tenho a impressão que o jardineiro acabou de passar por ali dando seu toque de mestre.

    Goiânia, capital da Primavera, como é carinhosamente denominada. Recebe o visitante sempre assim: de braços abertos, com suas ruas modernas, bem traçadas e arborizadas.

    Tudo indicava que o dia ia ser quente, como se confirmou depois. Nesta época do ano, o calor aliado à falta de chuva intensifica o tempo seco, causando muitas vezes irritação dos olhos, nariz e garganta e prejudicando também a respiração. Goiânia, na região centro-oeste, já é conhecida pelo seu clima mais quente que o do nosso sudeste. Mas o goiano já se acostumou à baixa umidade do ar própria da estação e se protege como pode. Além de seguir orientações de saúde indicadas para a estação, ainda pode contar com uma imensidão de área verdes que servem como refúgio e então podem aproveitar melhor esse calor de inverno. Bosques e parques ecológicos garantem uma excelente qualidade de vida a seus habitantes.

    Numa capital moderna e progressiva como Goiânia, o trânsito não poderia ser diferente: caótico. Largas avenidas com seu trânsito apressado e até imprudente às vezes. Um trânsito que requer muita habilidade e onde toda atenção é pouca.

    Então,uma boa opção para fugir dessa agitação da cidade são os passeios aos parques ecológicos. Estes oferecem um cenário bucólico e tranquilo. O contato com a natureza tem o poder de isolar o visitante, mesmo que por alguns momentos, do turbilhão da cidade, favorecendo à introspecção. Que seja apenas para um encontro com amigos, uma boa leitura sentado tranquilamente em dos bancos ou fazendo uma revigorante caminhada por entre as árvores nativas, o local é ideal e o passeio sempre muito bem vindo. Parque Vaca Brava, Bosque dos Buritis ou parque Flamboyant! A escolha é sua! Você não se arrependerá!

    PARQUE VACA BRAVA_lugar preferido pelos jovens para um encontro com os amigos e tbém para namoriscar. Quanta beleza....

     

    http://el.balbo.zip.net/images/bosque dos buritis


    ponto de lazer e contemplação para milhares de visitantes.Muito belo. Eu recomendo



    Categoria: viagem
    Escrito por edimeli às 17h47
    [] [envie esta mensagem
    ] []



     
      [ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]