Meu perfil
BRASIL, Sudeste, ECHAPORA, centro, Mulher, de 56 a 65 anos, Arte e cultura, Livros
MSN -




Arquivos

    Categorias
    Todas as mensagens
     viagem
     relações afetivas
     notícias da mídia
     religiosidade
     cronicas

    Votação
     Dê uma nota para meu blog

    Outros links
     UOL - O melhor conteúdo
     BOL - E-mail grátis
     blog da angela
     blog da silvanety
     MINHA PASTA MAIS
     blog do alberto
     alberto pasta mais
     blog do Miguel
     blog do leo
     blog da ana miranda
     blog da magui
     blog da imaculada cintra
     blog da rosely sayao
     blog da carrie
     blog da bela
     blog da Dri
     blog da américa
     blog do Emídio
     blog da Claudete
     blog do fábio
     Blog da Anna Fernandes
     blog da bete
     blog da nilcéia
     blog da janaina
     blog da marizete
     blog da AFRODITE
     blog da beth -uma mulher que sabe o que quer
     blog da talyta
     blog da vivian- flores
     blog do roberto alexandre
     cronicas do Gauli




    UOL

    Blog de edimeli
     


     
     

    Novela "Amor e Revolução" gera polêmica

     


    Novela causa polêmica

     

    A novela “Amor e Revolução exibida pelo SBT, no ar há poucos dias, já causa polêmicas.

    A trama de Tiago Santiago, retrata a era da ditadua (1964- 1985), período descrito com época de grande repressão.

    Da época muito se ouve falar, pouco se sabe. Militares com sua versão dizem que preservavam a democracia. Já os revolucionários também tem sua versão contra um regime considerado repressor, também defendiam a democracia debaixo de ideais comunistas.

    Muito ainda permanece na obscuridade. Espera-se que a novela venha a elucidar os fatos, mostrando realmente quem era quem. Coisa que os livros escolares não conseguiram. É tudo muito vago.

    A novela, recheada de cenas de tortura, pretende retratar com exatidão os fatos e permitir que a verdadeira história seja do conhecimento do público em geral.

    Amor e revolução” tem seu lado fictício, alguns a consideram tendenciosa, mas que não deixa de mostrar parte da história do Brasil. Uma história vergonhosa que muitos tentam esquecer e outros esconder.

    Acontece que o folhetim novelesco está incomodando militares reformados temerosos da super exposição dos crimes e abusos cometidos na época.

    A Associação Beneficente dos Miliatares Inativos e Graduados da Aeronáutica (ABMIGAer) lançou um abaixo assinado na internet a ser encaminhado ao Ministério Público Federal, pedindo para que a novela “Amor e Revolução” seja censurada.

    O SBT, através de assessoria, informou que não vai comentar o assunto. Tiago Santiago, autor da novela disse que a tentativa de censura é inconstitucional. Só interessa aos torturadores e assassinos do regime militar.

    Veja na íntegra a resposta de Tiago Santiago, o autor da novela:

     

    Para Tiago Santiago, autor de “Amor e revolução”, trata-se de uma tentativa de censura.

    • Esse abaixo-assinado está mal escrito, está desinformado.

    • A Comissão da Verdade nem foi aprovada ainda! E, de qualquer forma, a novela nada tem a ver com a Comissão da Verdade. É um projeto meu que já tem 15 anos, criado na época em que eu trabalhava com o Herval Rosssano na TV Globo. Não podem dizer que estou denegrindo a imagem dos militares, o próprio herói (interpretado por Claudio Lins) é um militar democrata. A novela tem esquerdistas, militares de direita, democratas... Eu não coloco todos os militares no mesmo saco dos torturadores, não. “Amor e revolução” não é uma trama contra militares — afirma Tiago, que completa: — É uma tentativa de censura, o que é inconstitucional. Isso é um protesto desesperado de gente que tem o rabo preso, gente que não quer ver esses depoimentos (exibidos no fim de cada capítulo) com medo de que algo aconteça a eles. Tirar a novela do ar só interessa a quem tem medo! A grande maioria dos militares está gostando da novela.15/04/11 16:04:09

     



    Categoria: notícias da mídia
    Escrito por edimeli às 16h13
    [] [envie esta mensagem
    ] []





     
     

    resenha: "Quem mexeu no meu Queijo?

     

    Resenha: Quem mexeu no meu queijo?

     

    Eu acabo de ler “Quem mexeu no meu queijo?”, de Spencer Johnson.

    Aliás, foi uma releitura, pois eu já o havia lida há alguns anos atrás e com tão sábios ensinamentos achei válido lê-lo novamente.

    O livro é uma parábola sobre a forma como as pessoas lidam com as mudanças, que ocorrem frequentemente em nossas vidas e são inevitáveis.

    O problema é a maneira como nos colocamos diante delas.

    Muitas vezes nos acomodamos diante de situações que nos parecem confortáveis e familiares. E quando somos surpreendidos pelo inesperado, ficamos sem ação. O medo nos paralisa e ficamos ali estagnados, incapazes de sair em busca do novo “Queijo”.

    Queijo” é a metáfora para o nosso objetivo, seja ele um emprego, um relacionamento, liberdade, paz espiritual, felicidade.

    Enfim , cada um de nós tem a idéia do que seja seu próprio “Queijo”, e tê-lo alcançado nos deixa feliz. Mas nada na vida é definitivo e pode acontecer de em determinado momento”mexerem no seu queijo”. Se ele lhe for roubado então, ocorre frustração e trauma total.

    É preciso estar sempre preparado para as mudanças que possam ocorrer quer na vida profissional ou pessoal. Por mais que aquele posto no “labirinto” seja confortável e familiar, um dia talvez precisemos abandoná-lo e partir em busca de algo novo.

    Ficar analisando demais a situação, tentando entender porque o “Queijo” não está mais ali, só o atrasa no caminho para encontrar um “novo Queijo”. Lamentar não é a melhor solução

    A ordem é agir. Lançar-se confiante em busca de suas novas conquistas embora a caminhada pelo “labirinto” o assuste.

    Labirinto” é a metáfora que o livro usa para a vida. Esta é cheia de intrincados caminhos e deve ser percorrida sem medo das dificuldades que inevitavelmente aparecerão.

    Durante a caminhada percebe-se que caminhar em nova direção o fortalece. E sente-se livre e mais confiante ao vencer o medo e as inseguranças que o perseguiam.

    A história não deve ser interpretada literalmente. Afinal é só uma fábula e cada um tira suas próprias conclusões. Mas ajuda a fazer uma leitura interior de sentimentos, emoções e também comportamentos que precisam ser mudados.

    Estimula a buscar sempre um novo caminho, a ousar , sonhar e ser objetivo. A acomodação e o medo podem fazê-lo um derrotado. O sentimento de frustração sempe o acompanhará.

    É preciso ter em mente que é sempre possível mudar. Basta tomar uma atitude, persistir na busca de novos caminhos.

    Uma leitura rápida, mas recheada de ensinamentos que podem lhe ser muito úteis por toda a vida.

     



    Categoria: cronicas
    Escrito por edimeli às 13h38
    [] [envie esta mensagem
    ] []



     
      [ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]